domingo, 7 de dezembro de 2008

A Magia Feminina


Arte de: Andy Warhol

Lorenzo Ganzo Galarça


Ou é verdade que as mulheres possuem poderes especiais, ou os homens são todos uns tarados. Desconheço meus limites na presença de uma moça.

As mulheres se apropriam dos instantes. Com seus olhares, conseguem desconstruir o mundo em segundos. Não, menos que isso. Em instantes, as mulheres transformam-se na única razão para a existência do homem, na única explicação para o caos, que é a vida. O reinado dura enquanto elas caminham. Depois, tudo se acaba.

As mulheres, quando vêem um homem interessante, pensam se ele daria um bom pai para os seus filhos, se ele seria atencioso no Amor e se teria uma boa condição financeira. As mulheres têm uma instrução para o convívio familiar. Elas são mais dedicadas ao Amor

Infelizmente, para o homem isso não existe. A paixão pelo instante é tão grande que o fascínio bloqueia, até mesmo, os estímulos sexuais. Enrolamos a língua, esquecemos a idade, dizemos adeus em línguas estrangeiras e até mesmo trocamos de time de futebol, se for conveniente.

O homem não pensa em absolutamente nada na presença de uma mulher encantadora. A paixão é tão intensa que ocupa o corpo todo. Não sobra espaço para questionamentos, juízos de valores ou quaisquer outras coisas relacionadas a atividade cerebral.

O poder criativo resume-se a cartas de Amor, jingles com o nome dela, no chuveiro e pequenas poesias piegas, nas orelhas dos cadernos. O homem é um artista no Amor.

Se para admitirmos que estamos apaixonados chegamos próximos a dor do parto, imaginem como deva ser para um homem pedir uma mulher em casamento. É o grau máximo de traição da espécie. Dentre os amigos, é praticamente admitir a homossexualidade.

O pedido de casamento de um homem não representa somente a vontade de compartilhar a sua vida com outra pessoa. Representa uma morte de quem se é. A mesma tinta que assina o certificado de união, rubrica o atestado de óbito. A morte nada mais é que um inicio ao avesso.

O homem casa-se, não por pensar no futuro, mas sim por querer o instante cada dia mais presente. O homem não pode pensar na sua mulher como sua esposa. Deve pensar nela como se não fossem dormir juntos na mesma cama, todas as noites.

O homem não suporta a certeza do casamento. Ela faz com que duvide da sua sexualidade. Ele precisa conquistar sua mulher todos os dias para provar, para si, que ainda é homem.


O homem se trai para não trair.

5 comentários:

Anônimo disse...

Adorei o texto.

Cínthya Verri disse...

ah, pois é,
destrói a imagem de bom moço pra ser honesto com ele mesmo:
- e sabe a força da reconciliação.

Lucho disse...

Gostaria de me desculpar pelo texto antes da modificação (22:57-segunda-feira) Ele estava totalmente machista. Agora veremos se concordo melhor.
Modificações:
Início do quarto parágrafo.
e
Último verso

Grande beijo.

Juliana Vermelho Martins disse...

Lorenzo!
Tô espantada! Só 16 anos, tem certeza?
Parabéns pelos seus textos, voltarei mais vezes, com certeza!

Lucho disse...

Não, Juliana.
Realmente não tenho certeza.

Muito obrigado pelo carinho!