quinta-feira, 17 de abril de 2008

Um pouco de nós

Escrevo de um comentário que virou prosa:
Depois de ler o poema de Quintana sobre a natureza (Citações).
Percebi como é raro esse nosso encontro com a natureza, com os nossos instintos.
O tempo todo, nos tomamos de um intenso contado com a paisagem, porque ela também é nós.
A partir do momento em que digo que nós também somos paisagem significa que o que enxergamos, tudo o que vemos, é um reflexo de quem somos.

Vinicius dizia em seu poema "O operário em construção".
Que em cada tijolo existia um pouco do operário.

Isso aparece no nosso dia-a-dia como quando:
Ao pagarmos os nossos impostos estamos contribuindo para o crescimento da cidade,logo, em cada praça, em cada rua e em cada esquina está um pouquinho de nós.


Lorenzo G.G.

2 comentários:

Cínthya Verri disse...

daí nada é externo ou interno... Porque um não existe sem o outro (ou eu não existo sem você).
Beijos pra ti.acl

Cínthya Verri disse...

ps. o 'acl' que saiu antes era o conjunto de letrinhas de repetir pra verificação de palavras que escrevi fora da caixinha...